terça-feira, 15 de junho de 2010

Prefeitura empurra servidores para a greve!

Prefeitura esnoba servidores e apresenta proposta ridícula!

1% em Maio, 2,20% em Setembro e 2,20% em Dezembro. Depois de 3 meses de angustiante espera, essa é a “corajosa” proposta da Prefeitura para seus trabalhadores. Não bastou a demora, ainda temos que perder tempo com uma proposta ridícula, que não contempla nem a inflação dos últimos doze meses.
Prova do pouco caso para com a categoria, a Prefeitura não acena com nenhum dos demais itens da nossa pauta de reivindicações. E ainda arvora o discurso de estar “valorizando” o servidor.
Quando o sindicato foi chamado às pressas, no final da tarde de ontem (14/06), imaginávamos poder contar com uma grata surpresa, no mínimo uma demonstração de esforço para com as necessidades dos trabalhadores. Ao chegar à reunião na data de hoje (15/06), novamente a decepção! Nem o Prefeito esteve presente na audiência. Dos secretários, a mesma postura de sempre: blábláblá e nada de concreto.

SINSEJ reafirma disposição de luta!

A direção do sindicato deixou claro aos representantes do Prefeito que não retrocederá um centímetro na defesa dos direitos dos servidores. Não abrimos mão das nossas justas reivindicações.
Portanto, continuamos as assembleias nos locais de trabalho, elegendo os representantes sindicais e preparando a categoria para a greve geral, que infelizmente a cada dia se torna mais necessária!
“Que a Prefeitura corte na própria carne, se preciso, mas não é justo que 11 mil famílias paguem pela situação!” – frisou o presidente do sindicato, Ulrich Beathalter, ao reafirmar a defesa de todos os pedidos dos servidores. “Não aceitaremos que os servidores acumulem mais perdas em seus salários e em suas condições de vida e trabalho”, concluiu.
Agora, precisamos reforçar nossa organização e preparar para o combate, se necessário. Esperamos que a Prefeitura reavalie sua posição e apresente uma proposta favorável. Do contrário, só nos resta a paralisação.

3 comentários:

Júlio César 15 de junho de 2010 20:19  

Concordo que deva haver pressão na administração pública como o caso de Estado de Greve. Não acredito que uma greve vá repercurtir ou trazer melhoras na negociação, até porque greve vai não vai trazer prejuizos a prefeitura...talvez politicamente sim, mas muito pouco. Penso que manifestações em frente a prefeitura fora do horário de expediente de servidores pode contribuir para que alguns segmentos da sociedade sejam solidários e assim a prefeitura chame para uma nova negociação ou proposta.

PAULO ROBERTO 17 de junho de 2010 13:07  

Nós devemos lutar sim pelos nosso direitos, porém tomando o devido cuidado em não prejudicar quem realmente precisa e merece o nosso respeito, que é a população de Joinville. Espero que, nós, Servidores Públicos, nos unamos para reivindicar nossos direitos.

Anônimo,  6 de julho de 2010 22:23  

Irving Ivo Hoppe disse: Na realidade esta proposta da PMJ envolve uma "MORTEMATICA" porque no tempo em que eu aprendi matemática 1,0 + 2,20 + 2,20 nunca foram iguais a 4,49% como nos quer fazer crer nosso digno mandatário!
Irving Ivo Hoppe - Professor
irvingivo@hotmail.com

Postar um comentário

  © Original Blogger template Coozie modified to Neo Coozie by Oak Blogger XML Skins 2009

Back to TOP